sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Conviver Bem com a Sogra



Viver bem em sociedade é uma arte que devemos cultivar. Não dá para ser bem educado socialmente e ser uma criatura insuportável dentro de casa.

As boas maneiras e as normas de etiqueta devem estar presentes em nosso dia a dia, seja em casa, no trabalho ou socialmente.

Assim sendo, por mais difícil que seja, temos que preservar a boa convivência com a sogra.

Claro que este assunto não é para você que tem uma sogra/mãe/ amiga, ou quase isso.

Vamos combinar que é um relacionamento delicado, complicado, mas, com jeitinho, dá para levar, afinal você não vai querer abrir mão do seu amado só por causa da sogra.

Há também outro lado a ser pesado. Você, muito provavelmente, vai ser a sogra de amanhã. Então, vamos tentar melhorar o clima.

Uma boa dica para evitar atritos é manter uma certa distância e privacidade. Não leve ao conhecimento dela todos os problemas relacionados à sua casa, seus filhos ou de seu relacionamento. Da mesma forma mantenha distância dos dela, mesmo que seu marido ou esposa esteja envolvido. Deixe que eles resolvam suas diferenças.

Se ela passou dos limites, mantenha a classe, não adianta ficar xingando a sogra, você só vai conseguir colocar seu cônjuge em uma grande saia justa, e obrigá-lo a tomar partido pode ser muito perigoso para você.

Dê um pouco de atenção a ela. Programe pelo menos uma visita por semana, levando os netos para almoçar com ela, convide-a para um chá de caridade, ou seja, de vez em quando faça o social.  E, mesmo nessas ocasiões, não dê muita satisfação de sua vida. Se vocês estão programando uma viagem ao exterior, a compra de uma nova casa, a troca do seu carro, limite-se a comunicar o fato quando tudo estiver acertado. Evita aborrecimentos e possível palpites.

Como administrar o estresse?

E como é possível enfrentar essas situações? Veja, a seguir, algumas dicas que podem ajudá-la a combater o estresse do dia-a-dia.
  • Mude de canal: procure não pensar obsessivamente em alguma situação que aborreceu você. Não fique batendo na mesma tecla com seu marido. Se você já disse tudo que lhe desagrada, pode ter certeza que ele já sabe e já percebeu o comportamento dela. Falar mal dela o tempo todo pode desgastar seu relacionamento com ele. Seja sábia.

  • Organize seu tempo e faça dele um aliado: liste os projetos que devem ser realizados em curto e longo prazo e mantenha essa lista ao alcance dos olhos. Se mantenha ocupada, isto ajuda muito.

  • No emocional: lembre-se sempre de suas potencialidades e pontos positivos de seu caráter para não se deixar abater por críticas vindas dela. Veja as deficiências e falta de esclarecimento ou problemas de auto estima que ela deve ter para tratar você tão mal, assim você vai vê-la que o problema está nela e não em você.

  • Esqueça o perfeccionismo: não deixe que o medo de fracassar  paralise você. Faça seu melhor sem se anular para agradar os outros. Agrade seu marido, sua família.

  • Dê um tempo: isto ajuda a acalmar. Dê uma volta pelo corredor. Converse com as pessoas, se distraia.

  • Vá para casa na hora certa: caso as conversas estejam “esquentando”, é hora de se retirar com tranqüilidade e discretamente para que ela não se sinta vencida.

  • Durante as férias: descanse e relaxe o mais que puder. Procure fazer uma viagem com  seu marido, isto fortalece o relacionamento de vocês.

  • Aprenda a viver e não só a sobreviver: a ordem é desligar-se. Veja televisão, assista a um DVD, leia um livro, saia para jantar, faça pequenos passeios sempre que possível nos finais de semana.

  • Melhore suas relações afetivas: um bom equilíbrio afetivo vai influenciar beneficamente seu estado emocional e físico. Seja feliz, sem depender da opinião dos outros. Sabe aquela frase, “sem medo de ser feliz?” Isto mesmo, cultive amizades que lhe faça bem que faça você rir e se divertir.

  • Tomada de consciência: tente descobrir os fatores que desencadeiam em você o estresse e lute contra eles. Não sinta medo, ou vergonha, se achar que precisa da ajuda.
Para finalizar; seja sincera, você faz alguma coisa que pode irritar, provocar, humilhar, entristecer, magoar sua sogra? Então está na hora de amadurecer e mudar seus hábitos, combinado?

A sabedoria popular classificou os vários tipos de sogra*. Se quiser rir, aproveite agora, lembre-se que a sua vez chegará.

*Só para lembrar: eu também sou sogra, mas acho que sou esta primeira ou terceira. (RS)
1· Sogra Tranquilis ( sogronis nadela)
Tipo bem resolvido de sogra que deixa o filho livre para namorar e casar e serve chá com biscoitos quando conhece você. É a melhor das espécies.
2· Sogra Jararaca ( sogronis peçonhentus)
Cuidado, tipo perigoso. Sua lingua venenosa acaba com as tentativas
de namoro do filhote. É o tipo mais comum.
3· Sogra Querida ( sogronis simpaticcus)
Uma espécie bem amorosa, que adota as/os namoradas (os), escuta seus
problemas e torce pelo namoro. Essa espécie é muito rara e corre o risco de extinção. Quem consegue uma não solta mais.
4· Sogra Intrometida ( sogronis enxeridis)
Como o nome diz se mete em tudo e adora elogiar e fazer compararações com a ex. Mata pelo cansaço. Cuidado, pois adora ir morar com o filho quando ele (a) se casa.
5· Sogra Dupla Face ( sogronis falsidis)
Esse tipo se faz de amiga, mas quer puxar seu tapete. Perto do filho (a) é um doce, mas sozinha com você, sai de baixo. Tipo muito perigoso.
6· Sogra Fashion ( sogronis modernetes)
Para ela o que conta é o que você veste. Ela nota seu sapato, se sua bolsa é fashion e fica de olho em tudo o que você usa. Tipo inofensivo, mas não tente competir com ela.
7· Sogra Trabalhadora ( sogronis workaholic)
Do tipo incansável, faz mil e uma coisas ao mesmo tempo. Acorda às cinco da manhã para ir para academia e põe todo mundo para trabalhar. Está sempre de bom humor e sempre correndo.
*e-noivos.com.br

Nenhum comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *